segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Pianista Tenório Jr - Para que estas coisas não fiquem esquecidas!!!


Repassando, quem sabe um episódio conhecido por muitos ou quase todos. Ruy situa tal qual soube na época, quando me encontrava em Buenos Aires naqueles dias com alguns companheiros. Por mais se escondesse, a repressão sempre deixava a ponta do rabo de fora. O mais importante, porém, é que, por ali, os "segredos" estão rotos e a justiça vai sendo feita com torturadores punidos. A placa em homernagem a Francisco Tenório Jr., pianista do grupo Vinícius de Moraes e Toquinho, merece nossa atenção e reforça a luta por justiça entre nós e o indispensável que é a abertura dos arquivos da ditadura.
Com punições a seus agentes, é claro.
Abraços. Pedro Viegas.

RUY CASTRO

Placa para Tenório

RIO DE JANEIRO - No dia 18 de março de 1976, o pianista brasileiro Francisco Tenório Jr., 33, estava em Buenos Aires para uma temporada no Teatro Rex com seus patrícios Vinicius de Moraes e Toquinho. Naquela noite, saiu do hotel Normandie, onde estavam hospedados, e deixou um bilhete: "Vou comprar cigarros e um remédio. Volto já". Não voltou -nunca mais.
Fora confundido com um militante procurado pela ditadura argentina e levado preso. Por falar bem espanhol e com sotaque portenho, não acreditaram que fosse brasileiro, músico e inocente. Passaram a torturá-lo, com a colaboração, a partir do quinto dia, de agentes brasileiros da Operação Condor, braço internacional das ditaduras argentina, brasileira, chilena e uruguaia.
Nove dias depois, seus algozes se convenceram de que tinham se enganado. Mas, já então, Tenório estava cruelmente machucado. Pior: vira o rosto deles. Não podiam devolvê-lo à rua. O jeito era matá-lo, o que fizeram com um tiro, no dia 27. Dali Tenório foi dado como "desaparecido", e o Brasil nunca se empenhou em elucidar o fim de um de seus filhos mais talentosos -autor, em 1964, aos 21 anos, do grande disco instrumental "Embalo".
Os detalhes gravíssimos sobre a morte de Tenório só começaram a aparecer dez anos depois, em 1986, e mesmo assim porque um membro da inteligência argentina resolveu contar. Pois, agora, os argentinos, que não estão varrendo a sua ditadura para debaixo do tapete, nos darão em breve nova lição.
No dia 16 de novembro, às 14 h, a cidade de Buenos Aires, por iniciativa do deputado portenho Raul Puy, homenageará Tenório com uma placa na fachada do hotel Normandie, na rua Rodríguez Peña, 320, de onde ele saiu para morrer. Ela dirá: "Aqui se hospedou este brilhante músico brasileiro, vítima da ditadura militar argentina".

domingo, 16 de outubro de 2011

Ravi Coltrane & Alice Coltrane - A Love Supreme

Ravi Alice Coltrane Reggie Workman Roy Haynes

Just Friends - Bill Holmann

Que pintura de arranjo...

the WDR Big Band directed by Bill Holman
recorded in 2000.

James Moody (ts)
Frank Chastenier (p)
Jeff Hamilton (dr)

McConnell - Just Friends

he University of Arizona Studio Jazz Ensemble under the direction of Professor Moises Paiewonsky performs Rob McConnell's arrangement of Just Friends (Soloists: Paul Deemer, Moises Paiewonsky, Robert Gibboni)

Marcus Miller - So What

Miles davis & Marcus miller - mr pastorius

Video do miles davis & marcus miller - mr pastorius mtv jazz

Marcus Miller (Bass Clarinet) & David Sanborn - In A Sentimental Mood

Marcus Miller, Bass Clarinet, David Sanborn Live Under The Sky Altosax Jazz Fusion


Eric Dolphy - God Bless the Child

Eric Dolphy - O maior virtuose multi-instrumentista de sopro.

Charles Mingus: Live in Europe 1964 with Eric Dolphy

Charles Mingus : bass;
Eric Dolphy: alto sax,flute and bass clarinet;
Jaki Byard:piano;
Johnny Coles:trumpet;
Clifford Jordan:tenor sax;
Dannie Richmond:drums.

http://www.youtube.com/watch?v=Cw2KsrKaeB4&feature=share

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Yusef Latif no Canal 3 - Sesc TV

Yusef Latif terá um especial na quarta-feira, dia 12 de outubro de 2011, no canal 3 da Tv por assinatura SESC TV às 22h.


Belmondo & Yusef Lateef - Brother John (Yusef Lateef)

Belmondo & Yusef Lateef - Metaphor (Yusef Lateef)

Yusef Lateef - flûte, saxophone
Lionel Belmondo - saxophone
Stéphane Belmondo - bugle, coquillage
Laurent Fickeison - piano
Bastien Still - tubas, trombone
François Christin - cor
Phillipe Gauithier - flûte
Jérôme Voisin - clarinette
Julien Hardy - baryton
Hérvé Lenoble - contrebasse
Bernard Burgun - cor angiais
Sylvain Romano - basse
Dre Pallemaerts - batterie

Jazz à Vienne 2006

domingo, 9 de outubro de 2011

Stanley Clarke acoustic bass solo (School Days)

Taken from the Rite of Strings live at Montreaux 1994. Just another reason to worship Stanley Clarke


Superbass - Blue Monk

SuperBass (John Clayton, Ray Brown et Christian McBride) et le WDR Big Band. C'est John Goldsby qui assure la partie de basse pendant les interventions de l'orchestre.

Christian McBride upright bass solo

Christian McBride upright bass solo on the Ornette Coleman tune "Turnaround" with Joshua Redman, Pat Metheny and Brian Blade